Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

O Ciclo de Debates “Fotojornalismo, Política e Sociedade”, em comemoração aos 10 anos do Projeto de Extensão Foca Foto, reservou para hoje (15/07), às 15 horas, via Google meet, mais uma discussão importante à área do jornalismo. O debate vai ficar a cargo do professor Dr. Paulo Cesar Boni, da Universidade Estadual de Londrina, e do Fotojornalista Naldinho Lourenço.

         

 

     O Projeto de Extensão Foca Foto, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), está comemorando 10 anos de atividade. Para marcar esta importante data, foi organizado um ciclo de debates, com atividades agendadas para terça e quinta-feira desta semana. O evento, coordenado pelos professores Carlos Alberto de Souza e Rafael Kondlatsch, aborda discussões sobre Fotojornalismo, Política e Sociedade com a participação de profissionais e pesquisadores da área. As comemorações envolveram também a produção de um e-book sobre o minicurso Ensaios e Fotorreportagens do Cotidiano no Isolamento Social, trabalho desenvolvido no mês passado.

Termina na próxima quinta-feira (02/07), com a realização de uma avaliação final da produção dos alunos, o minicurso online ‘Ensaios e fotorreportagens do cotidiano no isolamento social’, realizado pelo Grupo de Extensão Foca Foto e Departamento de Jornalismo, sob a coordenação dos professores Carlos Alberto de Souza e Rafael Kondlatsch que, com o apoio de professores convidados da área, ensinaram técnicas de fotografia com o celular, composição, angulação e enquadramento fotográfico.

 

Em cumprimento ao ciclo de atividades remotas realizado pelo Departamento de Jornalismo (Dejor) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o Grupo de Extensão Foca Foto inicia hoje (15/6) o minicurso de ensaios fotográficos e fotorreportagens, coordenado pelos professores doutores Carlos Alberto de Souza e Rafael Kondlatsch.

Os professores do Departamento do curso de Jornalismo da UEPG estiveram reunidos com o reitor Miguel Sanches Neto na manhâ desta sexta-feira (13/03), no Campus Uvaranas da Universidade Estadual de Ponta Grossa. O encontro ocorreu com intuito de debater assuntos acerca do número de professores efetivos no curso e também sobre o concurso público de 2016, realizado para contratação de novos professores. Confira as fotolegendas da estudante Victória Sellares:

 

foto-1-victoria

Reitor Miguel Sanchez Neto em reunião com professores do Departamento de Jornalismo. 

foto-2-victoria

Pró-reitor de RH da UEPG explica a situação sobre vagas do concurso público de 2016 aos professores.

foto3-victoria

Reitor comunica sobre medidas adotadas pela UEPG em relação novo coronavírus, o Covid-19.


foto-1-victoria foto-2-victoria foto3-victoria

Nesta quarta-feira (04), foi realizado no Grande Auditório da UEPG Centro o espetáculo “O que eu seria se não fosse quem eu sou”, que aborda a violência contra a mulher. A peça tem como objetivo alertar, discutir e informar o público sobre a violência de gênero.

A Universidade Estadual de Ponta Grossa, como parte das celebrações do mês da mulher, realiza série de ações de sensibilização à questão da violência de gênero. As atividades ocorrem nos campi Central e Uvaranas. São palestras, apresentações teatrais, bate papos, campanhas e batalhas de rima. A promoção envolve o Diretório Central de Estudantes e a Diretoria de Ações Afirmativas e Diversidade, contanto com parcerias de diversos órgãos, como o Tribunal de Justiça e Núcleo Maria da Penha.

 

Professores da UEPG chegam ao Centro Cívico em Curitiba para protestar contra a Reforma da Previdência do Paraná. Eles se juntam a outros sindicatos de servidores estaduais para impedir a votação da PEC e outros projetos que impactam a vida do funcionalismo público

Várias caravanas de docentes e servidores começam a chegar ao local. Os grevistas organizam passeata e vigília na assembleia e no palácio com a finalidade de demonstrar o descontentamento contra o governo do Estado e suas ações contra o trabalhador

Fotos: Carlos Alberto de Souza

greve-14
greve-13
greve-12
greve-10
greve-11
greve-8
greve-9
greve-5
greve-7
greve-6
greve-4
greve-3
greve-2
greve-1
greve-14 greve-13 greve-12 greve-10 greve-11 greve-8 greve-9 greve-5 greve-7 greve-6 greve-4 greve-3 greve-2 greve-1

Foi num domingo à tarde, no final de 1969. Meus pais decidiram levar os três filhos para um passeio, caminhando pelas ruas de Ponta Grossa. De ônibus, viemos da distante Vila Pinheiro até o Ponto Azul. Dali, tomamos a Rua Bonifácio Vilela e fomos conhecer o prédio da recém-criada Universidade Estadual de Ponta Grossa. Talvez, instintivamente, quisessem despertar nos filhos – eu, o mais velho, com meus seis anos, ainda o único a frequentar uma escola - o interesse por um dia estudar naquele lugar. Na escola, a professora, com o mesmo objetivo, nos contou que estudava “na faculdade” e nos dizia que precisávamos estudar para também “chegar lá”.

O último dia do 47º Festival Nacional de Teatro foi marcado pela apresentação da peça “Processo de Conscerto do Desejo”, dirigida e atuada por Matheus Nachtergaele, renomado ator do cinema nacional. O espetáculo, que aconteceu no Cine Teatro Ópera, consistiu na declamação dos poemas da mãe de Matheus, Maria Cecília Nachtergaele, a que morreu quando ele tinha apenas três meses. Além dos poemas, Matheus também cantou e dançou no palco, contagiando felicidade ao público e tornando a atmosfera emocionante da peça mais leve e alegre.

O abertura do 47º Festival Nacional de Teatro (Fenata) levou grande público ao Cine Teatro Ópera nesta terça-feira (22). O evento é realizado pela UEPG e acontece até o próximo domingo (27) em teatros e nas ruas de Ponta Grossa. O espetáculo que abriu o Festival foi “Translúcido”, peça da companhia paulista Talagadá – Teatro de Formas Animada da cidade de Itapira (SP).
A companhia surgiu em 2011 mas o trabalho deles com teatro de bonecos existe desde 2001, o espetáculo “Translúcido” trabalha com a linguagem visual. Em conversa no final da peça, os atores explicaram que a interpretação do espetáculo é totalmente individual, e que isso é uma forma de interação com público.
O Fenata acontece até o dia 27 de outubro com diversas peças e atrações em diferentes localizações da cidade. Espetáculos acontecem no Cine Teatro Ópera, Teatro Pax, Escola CECI, Terminal Central, Praça Floriano Peixoto e Parque Ambiental. O festival conta com grupos e companhias de diversas cidades do país, como Campinas (SP), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Criciúma (SC) e Florianópolis (SC). Os ingressos custam R$20 a inteira e R$ 15 a meia, e são vendidos no Cine Ópera e na secretaria da PROEX, ou podem ser adquiridos online com uma taxa de R$ 7 pelo site http://yoingressos.com.br.

Fotos: Maria Eduarda Eurich

fenata20195
fenata20194
fenata20193
fenata20192

Nesta quarta-feira (11), a Diretoria de Assuntos Culturais da Proex realizou a abertura ao público da exposição “Terra, Cores e Formas”, a primeira exposição de arte exclusivamente em cerâmica de Ponta Grossa. A exposição é composta por obras de 14 artistas, que tem na cerâmica o foco de seus trabalhos.

Os servidores públicos do estado realizaram uma passeata hoje às 10h. Os professores se concentraram no Ponto Azul, seguiram pelo calçadão até o Terminal Central e finalizaram o manifesto no Parque Ambiental.

O ato envolveu professores da UEPG, da rede estadual e outras categorias. Diversas entidades do estado deflagraram greve em junho. A principal reivindicação dos funcionários é o pagamento da data base. Os servidores da UEPG reivindicam a realização de concursos, a nomeação de pofessores aprovados e são contrários à minuta da Lei Geral das Universidades e ao PLC 04/2019 que ameaçam a autonomia da instituição e prejudicam os servidores. 

Fotos: Carlos Alberto de Souza

IMG5938
IMG5952
IMG5950
IMG5948
IMG5946
IMG5943
IMG5920
IMG5936

A composição “O silêncio do rio”, interpretada pelo duo Aduar, foi a vencedora da final do FUC, disputada por doze finalistas e realizada neste sábado (15). Composta por Thobias Jacó e Gabriel Guedes, Aduar leva a premiação de R$ 3.500 reais para São João del Rei (MG). O duo também venceu a categoria de melhor interpretação.

A etapa nacional do Festival Universitário da Canção (FUC) ocorreu nesta sexta-feira (14). Desta etapa, foram selecionadas nove composições das 17 inscritas para disputarem a final neste sábado (15).

A 32ª edição do Festival Universitário da Canção (FUC) começou nesta quinta-feira (13), às 19h30. O evento acontece no Cine Teatro Ópera e tem duração de três dias. No primeiro dia de apresentações, foi realizada a etapa regional do festival, com 12 composições inscritas. Três músicas foram selecionadas pelos jurados para seguirem à fase final, prevista para este sábado (15).